quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

O Poema desejado!!!

O Poema desejado!!!

Foi ao cair da tarde... no início de uma noite serena...
Que senti no corpo... os arrepios do vento a me tocar...
Chegava em mim... o teu cheiro de mar...
No ar gaivotas... brincavam de dançar no vôo do prazer...
E no silêncio do dia... que vai para a noite ficar...
Escuto o canto dos coqueiros... no balanço das suas palmeiras...
E já tenho saudades do sol... que se esconde no lado de lá...
No horizonte a lua nua... vem surgindo como uma deusa...
E as estrelas como pirilampos... começam a despertar...
Caminho... na areia molhada por águas mornas e salgadas...
E não me sinto só... sei que você aqui está...
Veio nas asas do vento... com versos de palavras poetizadas...
Viajei no tempo... e trouxe você da floresta encantada à praia do amor...
Onde ondas vêem... ondas vão... na calmaria da imensidão prateada...
Uma musica de tons suave... embala a dança dos desejos...
E a lua como guardiã da noite... irá acalentar corações apaixonados...
E o sol como o rei do dia... ao surgir no novo amanhecer...
Iluminará a vida de dourado... transformando o sonho em realidade...
Nos versos carinhosos... do poema tão desejado...

Fotomontagem - Tina2010 - Sol e Lua no poema da vida...
 

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Eu... e o teu silêncio!!!

                                   Eu... e o teu silêncio!!!

Estou só...
   E escuto meu coração...
      Nas horas do silêncio saudade...
         Vou falando comigo... e relembrando coisas...
            Recolhida... nos sonhos da esperança...

Estou só...
   E escuto o teu silêncio...
      No canto do vento que sopra do mar...

Silêncio...
   de fim de noite... esperando a madrugada...
   que me aceita... e não me cobra nada...
   que não me tortura... e me aceita como sou...
   que do seu jeito... se faz um companheiro fiel...
   que no pânico soturno... me tira o medo da morte...
   que sem fórmulas mágicas... me faz entender as diferenças...
   que nas minhas dúvidas... me leva pela trilha certa...
   que nos seus sons... me embala com uma suave melodia...
   que me diz... "quando fico em silêncio... me ouça"...
   que na sua quietude... me torna menos ansiosa...
   que no seu silêncio... escuta a minha voz...
   que se faz ruídos... na alquimia das palavras...
   que se faz versos... no poema sem fim...
                 Fotomontagem - Tina2010 - Imagem by Google
            http://recantodasletras.uol.com.br/poesiasdeamor/2688542

A Flor da Saudade!!!

A Flor da Saudade!!!

Fotomontagem - Tina2010 - Imagem by Google...

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

O milagre de acreditar!!!

O milagre de acreditar!!!

O ano de 2010... foi um ano onde vivemos muitas surpresas...
Aconteceram tantas coisas boas... realizamos outras tantas...
Tivemos alguns obstáculos... esbarramos em algumas desilusões...
E no final deduzimos... que a vida é sempre assim...
Um dia... um belo sol... em outro muita chuva tempestade...
Um dia... um novo amigo...
chega de mansinho... tomando posse do nosso coração...
Em outro... um velho amigo...
parte de repente... deixando aquela saudade...
Em nossa vida devemos cultivar... só os sentimentos bons...
Amor...
Amizade...
Alegria...
Saudade...
Sonhos...
Desejos...
Esperança...
Solidariedade...
O ano de 2011... será muito bom... pois só depende de nós...
De mim... de você... dos nossos sonhos tão sonhados e desejados...
Da nossa sabedoria... nossa esperança... nossa fraternidade...
Vamos usar nossas experiências... em favor de um mundo melhor...
Pois se aquele nosso desejo... não se realizou...
Não vamos cultivar tristezas... talvez não fosse aquela a hora certa...
Certamente muitos outros... nos fizeram sorrir de felicidade...
Vamos aprender a perdoar... e também pedir o perdão...
Vamos olhar um novo horizonte... com o olhar do Amor Universal...
Vamos desejar milagres... e acreditar no acontecer...
E com o amor plantado nos corações...
2011 será um tempo de muita PAZ...
Vamos amar muito mais... e nos fazer amados...

(Releitura do Texto "UM NOVO OLHAR" postado em 20.12.09)

Foto da Tina em 2008... Lua sob um novo olhar...
 

Desejo!!!

Desejo!!!

FELIZ NATAL... NATAL FELIZ!!!
2011 FELIZ... FELIZ 2011!!!

Foto da Tina - 12.12.2010 - Luzes da Esperança...
 

sábado, 11 de dezembro de 2010

Palavras sementes!!!

Palavras sementes!!!

E no tempo sem fim...
a vida passa...
mas...
ficam...
Palavras sementes...
esperando renascer...
Lembranças guardadas...
esperando suprir as saudades...
Sonhos sonhados...
esperando ser realidade...
Esperança fiel...
esperando o renascimento...
Amizade sincera...
esperando ser para sempre...
Paz no mundo...
esperando ser eternidade...
Amor nos corações...
esperando só ser Amor...
Nada será desperdiçado...
tudo sempre será assim...
Até aquelas palavras levadas pelo vento...
sempre serão sementes...
As sementes da esperança...
que sempre renascerão...
no tempo do tempo sem fim!!!...

Fotomontagem de Fotos da Tina2009/2010- Sol da Vida...
 

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Sonhos meus...

Sonhos meus...

voam como ventos de saudade nos céus... entre torres e florestas...
sobrevoam como brisas tristes... sobre praias e mares distantes...
planam como fantasmas... entre fumaças e leves brumas...
vagam nas noites... nas ruas solitárias... de pedras frias e lisas...
cansados... invadem templos obscuros... a procura da outra metade...
rolam ébrios... pelas trilhas de entulhos... das calçadas sujas...
entristecidos... sentam nas mesas dos bares... e bebem a solidão...
como incógnitas... rondam as praças desertas nas madrugadas...
morrem... e morrem vezes sem fim... para renascer adiante...
vivem com outros tão iguais... percorrendo caminhos desconhecidos...
Afinal...
são os sonhos... que sonham... e vivem dentro dos sonhos meus...

Fotomontagem - Tina2010 - Imagem by Google

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

SONHO LOUCURA

SONHO LOUCURA
...é vida descrente... é noite presente
...é vale das sombras... é escuridão da noite
...é o nada do hoje... é o tudo do ontem
...é luzes sem brilho... música sem tom
...é angústia melancólica... é solidão do ter
...é o riso sem som... é o olhar perdido
...é uma manhã sem sol... é chuva de lágrimas
...é alegria sem festa... é fantasia sem cor
...é um quero ir... é um quero ficar
...é um Eu te amo... é um Eu te odeio
...é o medo da vida... é o medo da morte
...é um sonho quando tudo silencia... no mundo mágico da ilusão!!!

Fotomontagem - Tina2010 - Imagem by Google

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

... e aí... dá para ser feliz agora?...


... e aí... dá para ser feliz agora?...

Nas trilhas da vida... se arranja desculpas e motivos...
para adiar o gozo da felicidade...
Tantas vezes no viver... abre-se mão de momentos felizes...
para proporcionar a felicidade a outros...
Quando se trata... da própria felicidade...
procura-se escrever um roteiro diferente...
As justificativas bobas... servem de consolo...
para se esquecer o tempo do agora...
Se mergulha... em coisas e coisas...
acreditando ser o caminho certo...
Se procura motivos... para agendar no roteiro da vida...
um tempo de ser feliz...

Mas!!!... a Felicidade...
Não agenda hora... entre uma reunião e outra...
Não quer saber de trabalhos... viagens... e contratempos...
Não aguarda o melhor dia... para negociar o tempo certo...
Ela tem suas razões... revestidas de fortes emoções...
Ela não espera... ela faz acontecer...
Ela é comprometida... com quem se compromete...
Porque... a felicidade... não tem tempo a perder...
Por isso tudo... na vida aqui...
não acredite... que há um tempo para ser feliz...
isso é desperdiçar... o tempo dentro do tempo...
Para alcançar a felicidade... é só vivê-la no seu tempo real...
Aqui... no agora... onde ela sempre está...
em você!!!
Adiar o tempo da felicidade... faz perder os bons momentos...
e alimenta dentro de cada um...
sentimentos tristes... de mágoa e frustração...

Afinal!!...
Onde está... essa tal felicidade?...
Já tentou procurar... dentro de si mesmo?...
Já procurou viver... sentimentos do prazer sem culpa?...
Já tentou dentro da vida... ser a própria felicidade?...
Já se perguntou!!!
... e aí... dá para ser feliz agora?
Imagem by Google...  

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Tempo!!!


Tempo!!!
Só hoje... me dá...
Um tempo do teu tempo só para mim...
Um tempo sem tristeza e sem dor...
Um tempo sem a melodia triste da solidão...
Um tempo com o calor do sol no amanhecer...
Um tempo sem chuvas de tempestades...
Um tempo com flores de jardins perfumados...
Um tempo sem o frio da saudade silenciosa...
Um tempo com uma lua brilhante no céu negro da noite...
Um tempo sem o medo dos ruídos soturnos da madrugada...
Um tempo com o canto dos pássaros enamorados...
Um tempo sem o negrume sombrio da insônia sofrida...
Um tempo com o vento gostoso da brisa do mar...
Um tempo sem lágrimas tristes no olhar fitando horizonte...
Um tempo com a quietude de tudo que tenho dentro de mim...

Tempo!!!
Só agora... me dá...
Uma varinha mágica... para que possa usá-la com esperança...
Enquanto brinco com a morte... desejando só a vida...
Uma rosa negra do jardim secreto... com um aroma raro...
Para perfumar o cantinho... onde habita minha alma...
Um pensamento do poeta... nos seus momentos na floresta dos sonhos...
Em que escreve o poema... por mim tão desejado...

Tempo!!!
Te peço... faz assim...
Depois quando já for... o tempo do amanhã...
Não me deixe com muita saudade... do tempo do hoje...
Nem com muita vontade de reviver... o tempo do ontem...
E nunca esquece... de me dá... onde eu estiver...
Um tempo do teu tempo só pra mim...

Fotomontagem - Tina2010 - Imagem by Google...

http://recantodasletras.uol.com.br/poesiasdeamor/2643862

O poema inacabado...

O poema inacabado...

Fotomontagem - Tina2010 - Imagem by Google

A Rosa e o Vagabundo...

A Rosa e o Vagabundo...
{Homenagem-Banda Palhaço Paranóide}...


Fotomontagem - Tina2010...

Na noite do sempre!!!

Na noite do sempre!!!

Foto e montagem - Tina2010 - Única

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

E... os dois!!!

E... os dois!!!

Fotomontagem - Tina2010 - Voar muito além...

À deriva...

À deriva...

Sentada na areia da praia dos sonhos... vejo uma jangada vagando ao sabor dos ventos...
Na cor azul que funde o céu e o mar... extasiada viajo na imaginação...
A respiração acelera e penso... quando poderei ter você aqui...
No vai e vem das ondas de espumas brancas... escuto as batidas do coração...
Uma música suave me leva até você... nas florestas verdes de sombras iluminadas... e árvores de um aroma só nosso...
Os raios de sol com seus tons coloridos... transformam em estrelas brilhantes as águas do mar...
No verde mar infinito... vejo o brilho dos teus olhos sorrindo pra mim...
Gaivotas voam em calmaria... brincando e fazendo piruetas no ar...
Antecipo minhas saudades... e tenho sonhos desejos com você...
Tenho saudades muitas...
Do som cristalino da tua voz...
Dos teus risos gargalhadas...
Daquela música que penetra na alma...
Dos teus sons me fazendo muito feliz...
Muitas saudades tenho...
Do longe perto... antecipando vontades...
Do hoje ontem... com gosto de amanhã...
Das palavras musicadas... tocando no coração...
E fico aqui à deriva... querendo na tua praia chegar...

Foto - Tina2010 - Numa praia aí...
 

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Aprendiz de Sonhos!!!



Aprendiz de Sonhos!!!

Estou aprendendo... que o tempo dos sonhos... é diferente do tempo real...
Os sonhos se passam no ritmo do inconsciente... que acontece de forma cíclica e sincrônica... ultrapassando as barreiras do tempo presente... do passado e do futuro...
Nos sonhos... a memória real está associada... as sensações e projeções sobre a realidade... servindo unicamente ao processo de integração das experiências... que nos mantêm vivos...
Ser quem somos... depende de entender e sentir o mundo... do modo como fazemos...
Sonhar... é reconstruir o real... de forma a manter a identidade preservada... evitando a loucura... de que cada fato encobre... inúmeras realidades ambivalentes...
Sonhar... é escolher a realidade possível... aquela que mais serve ao aprendizado do momento...
No nosso mundo inconsciente... desenhamos realidades plausíveis nos sonhos... pois... caso contrário... não aprendemos a lição deles... já que as nossas defesas racionais... não nos permitem flutuar para além de um mundo seguro...
Existe um limiar entre realidade e loucura... – o limbo -" estágio no qual o vínculo com a realidade é quase nulo... onde nos esquecemos de quem somos... e que não podemos mais voltar... enquanto o encontro com nossa alma... não ocorrer novamente..."
Nesse lugar perigoso da mente humana... os mestres-ladrões de sonhos perdem seus amuletos... e não se lembram mais que estão sonhando...
Sonhadores... que se lançam juntos em um sonho... são co-responsáveis uns pelos outros...
Mergulhar no inconsciente... não é para qualquer um...
Não para os acomodados... ou covardes de alma...
É preciso coragem e treino... para lidar com a linguagem sutil do inconsciente... que se manifesta nos sonhos...

* * * * * * * *
"Sonhar e Realizar... é a melhor forma de Sonho..." 12^^

( Fonte: Revista Personare )
Fotomontagem - Tina2010 - Imagem by Google
 

domingo, 7 de novembro de 2010

Nunca Esqueça O Quanto Amo Você!!!

Nunca Esqueça O Quanto Amo Você!!!

Um lindo conto de Amor Eterno...

"Meus avós já estavam casados há mais de cinqüenta anos... e continuavam jogando um jogo... que haviam iniciado quando começaram a namorar...
A regra do jogo era que um tinha que escrever a palavra... "Neoqeav" num lugar inesperado para o outro encontrar... e assim quem a encontrasse... deveria escrevê-la em outro lugar... e assim sucessivamente...
Eles se revezavam deixando... "Neoqeav" escrita por toda a casa... e assim que um a encontrava... era sua vez de escondê-la em outro local... para o outro achar...
Escreviam... "Neoqeav" com os dedos no açúcar dentro do açucareiro... ou no pote de farinha... para que o próximo que fosse cozinhar a achasse...
Usavam também... a janela embaçada pelo sereno que dava para o pátio... onde minha avó nos dava pudim que ela fazia com tanto carinho...
A palavra... "Neoqeav" era escrita no vapor deixado no espelho depois de um banho quente... onde a palavra iria reaparecer depois do próximo banho...
Uma vez... minha avó até desenrolou um rolo inteiro de papel higiênico para deixar... "Neoqeav" na última folha... e enrolou tudo de novo...
Não havia limites para onde... "Neoqeav" pudesse surgir...
Pedacinhos de papel com... "Neoqeav" rabiscado apareciam grudados... no volante do carro que eles dividiam...
Os bilhetes eram enfiados dentro dos sapatos... ou deixados debaixo dos travesseiros...
"Neoqeav" era escrita com os dedos... na poeira sobre as prateleiras... e nas cinzas da lareira...
Esta misteriosa palavra... tanto fazia parte da casa de meus avós... quanto da mobília...
Levou bastante tempo... para eu passar a entender e gostar completamente... deste jogo que eles jogavam...
Meu ceticismo... nunca me deixou acreditar em um único e verdadeiro amor... que possa ser realmente puro e duradouro...
Porém... eu nunca duvidei do amor entre meus avós...
Este amor... era profundo...
Era mais do que... um jogo de diversão... era um modo de vida...
Seu relacionamento... era baseado em devoção e uma afeição apaixonada... igual as quais... nem todo mundo tem a sorte de experimentar...
O vovô e a vovó... ficavam de mãos dadas sempre que podiam...
Roubavam beijos um do outro... sempre que se batiam um contra outro... naquela cozinha tão pequena...
Eles conseguiam terminar... a frase incompleta do outro... e todo dia resolviam juntos... as palavras cruzadas do jornal...
Minha avó cochichava para mim... dizendo o quanto meu avô era bonito... como ele havia se tornado... um velho bonito e charmoso...
Ela se gabava de dizer... que sabia como pegar... os namorados mais bonitos...
Antes de cada refeição eles se reverenciavam... e davam graças a Deus... e bênçãos aos presentes... por sermos uma família maravilhosa... para continuarmos sempre unidos... e com boa sorte...
Mas uma nuvem escura... surgiu na vida de meus avós... minha avó tinha câncer de mama...
A doença... tinha primeiro aparecido dez anos antes...
Como sempre... vovô estava com ela a cada momento...
Ele a confortava no quarto amarelo deles... que ele havia pintado dessa cor... para que ela ficasse sempre rodeada da luz do sol... mesmo quando ela não tivesse forças para sair...
O câncer... agora estava de novo atacando seu corpo...
Com a ajuda de uma bengala e a mão firme do meu avô... eles iam à igreja toda manhã...
E minha avó foi ficando cada vez mais fraca... até que... finalmente... ela não mais podia sair de casa...
Por algum tempo... meu avô resolveu ir à igreja sozinho... rezando a Deus... para zelar por sua esposa...
Então... o que todos nós temíamos aconteceu... a vovó partiu...
A palavra... “Neoqeav" foi gravada em amarelo... nas fitas cor-de-rosa dos buquês de flores do funeral da vovó...
Quando os amigos começaram a ir embora... minhas tias... tios... primos e outras pessoas da família se juntaram... e ficaram ao redor da vovó pela última vez...
Vovô ficou bem junto do caixão da vovó e... num suspiro bem profundo... começou a cantar para ela...
Através de suas lágrimas e pesar... a música surgiu como uma canção de ninar... que vinha bem de dentro de seu ser...
Me sentindo muito triste... nunca vou me esquecer daquele momento...
Porque eu sabia... que mesmo sem ainda poder entender completamente a profundeza daquele amor... eu tinha tido o privilégio... de testemunhar a beleza sem igual... que aquilo representava...

Aposto que a esta altura você deve estar se perguntando...
“Mas o que... "Neoqeav" significa?"
E eu responderei...
“Nunca Esqueça O Quanto Eu Amo Você”..."
* * * * * * * * * *
Um Conto de Amor... com relato de momentos de pura felicidade... gravado nas palavras escritas de um neto amoroso... que teve o privilégio... de também ser personagem... nessa linda história... vivida com carinho... respeito e companheirismo... e que está postado no blog - « ¤ N€ØQ€ÄV ¤ »

 
Fotomontagem - Tina2010 - Imagem by Google

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Inquietação das Sombras!!!

Inquietação das Sombras!!!

Quando você sentir inquietação... faça um pouco de silêncio... e procure conversar com o seu Eu...
Faça de cada sonho uma esperança... e pense que o que já enfrentou na vida... serve para o seu crescimento interior...
Lá fora o ar pode estar pesado... mas o seu desejo de seguir... de lutar e de amar... deve ser sempre maior...
Liberte-se dos preconceitos mesquinhos... e saia por aí... espalhando a paz e o amor...
Saia do casulo... vá passear... ironize a amargura... e faça dela uma sombra fértil... para florescer o amor...
Não sinta receio de nada... a vida é assim... tudo é um eterno recomeço...
Sempre existe um amanhã de saída... que pode ser feito de boas e novas aventuras...
Olhe-se no espelho e sorria... e coloque nesse sorriso... tudo de bom que você tem para dar... pense nas coisas que viu... ouviu... adorou e amou...
Afirme-se em um só pensamento... de que seus desejos... sempre serão de alguma maneira realizados...
Nunca esqueça... que tudo na vida é natural... e que tudo de positivo parte de dentro de você...
E lembre-se... que em algum lugar... existe alguém que lembra de você... que sente saudades... que te gosta... e isso é muito bom...
Nas noites vibre com a lua... nos dias sorria com o sol... e respeite as tempestades não esperadas...
Fique sempre muito feliz... por ainda saber sorrir... e também poder chorar...
Siga em frente... levante a cabeça... coloque no rosto uma expressão alegre... e tudo vai parecer mais fácil...
Abra a janela da alma... e preste atenção nos pássaros brancos... que voam no céu...
Tudo na vida é paz... harmonia... naturalidade e franqueza... quando se tem amor e respeito pelo próximo...
Não alimente melancolia no coração... sorria para a vida...
Não deixe se contaminar... por palavras cheias de ressentimentos... inveja e intrigas...
Seja sempre você... trate a felicidade como uma dádiva... mesmo que o mundo não acredite no seu jeito de ser...
Lembre-se de um sonho bom... de alguém que está sempre ao seu lado... mesmo estando longe de você... e sinta como não é difícil ser feliz...

Acredite sempre no possível da vida... pois o impossível é artimanha de mentes medrosas... que habitam na inquietação das sombras...^^

Fotomontagem - Tina2010 - Apenas ruídos...

sábado, 30 de outubro de 2010

Bruxa Real...


Bruxa Real...

Bruxas... são sedutoras... e encantadoras...
Sempre quis ter uma Bruxinha... para me encantar...
Fazer poções de amor... e espalhar a paz...
Bruxas... adoram a lua... nas noites estreladas...
Na lua cheia... como ficam radiantes e felizes...
Quem sabe... um dia a Bruxinha Tina... se desatrapalha...
E faz uma poção mágica... e me seduz...
Se ela me seduzir... faço um poema lindo só pra ela...
Ela é... uma Bruxinha brava... mas também é muito dócil...
Bruxa de verdade... tem que ser... assim... assim...
Sempre... sempre atuando nas duas polaridades...
Uma hora em uma... outra hora na outra...
Assim... ela vai seguindo a sua natureza...
Um dia está na terra... no outro está no ar...
Ela então... essa tal de Tina... deve ser uma Maga...
Tanto faz parte do prazer... como do sofrer...
E estão sempre... no mesmo cálice de vinho adocicado...

Hei!... Tina Bruxinha...
Minha Maga... minha Estrela Guia... use sempre a sua magia...
Profetisa... mostre ao mundo... seu belo coração...
Coração feito abraço de laço... onde moro com prazer...
Bruxinha do bem... Fada Encantada... serás sempre parte de mim...
Sei que adoras... a natureza em festa...
Chuva em fim de tarde... vento com recadinhos... e brisa do mar...
És amiga do rei sol... da rainha lua e das pequenas estrelas...
Na pureza da tua alma... à noite viajas para outras dimensões...
E aqui na terra... vivendo na torre do teu Castello... és realidade...
Uma Kundri... uma Chakti... uma Vestal... uma Nagal...
Bruxinha Tina... uma Bruxa Real... rsrs

Fotomontagem - Tina201 - Só um sonho!!!
 

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Enigmático...


Enigmático...
(Enigmatic/Silent Cry)

Voando para o céu... ela caminha leve no ar...
Tentando entender... porquê nós não podemos ver...
O que está... escondido nas estrelas...
Com seu jeito... calmo e quieto... ela brinda... à felicidade...
Mas... o que ela realmente traz por dentro... é a tristeza...
Então ela quer... ser livre e completamente real...
Não podemos senti-la... mas ela pode sentir a presença de tudo...
Pertencendo sempre... à tudo...
Ela pode sentir... quando a alma se prende...
E se entrega... ao rastro do vencedor... as cores... e as flores...
Mas... sempre... sempre invisível...
Ela deixa sua trilha... em um caminho indestrutível...
Ocupando todo lugar... e deixando a rara sensação...
Que algo inexplicável e enigmático... acontece...
A aqueles que... venham a cruzar seu caminho...
                            
                     *** *** ***
http://www.lindmidis.net/midis/rock/S/Silent_Cry_-_Enigmatic.mid
                    *** *** ***
Fotomontagem - Tina2010 - O vôo da liberdade...

Poema a um Rouxinol...{Homenagem a Jonh Keats}

Poema a um Rouxinol...{Homenagem a Jonh Keats}


Meu coração dói... e um torpor apático aflige meu juízo...
Como se cicuta eu houvesse bebido... ou algum estúpido ópio houvesse inalado...
Após o minuto passado... que já naufragou no esquecimento...
Não invejo tua vida feliz... pois me sinto feliz em tua felicidade...
Ninfas aladas e luminosas... pairam sobre as arvores...
Numa melodiosa planície... de sombras e áreas verdes infinitas...
Sobre o verão... entoavam os cantos despreocupadas...

Oh!... Por um gole de vinho... refrescado há muito tempo nas profundezas da terra...
Com o sabor da flora... e do verde da serra...
Dança de uma canção provençal... e jubilo bronzeado...
Oh!... Uma taça repleta do calor do sol... transbordante do verdadeiro rubor do Hipocrene...
Borbulhando de espumas até a borda... e tingindo de púrpura os lábios que a tocam...
Aquela taça eu sorveria... e o mundo se tornaria invisível...
E contigo... eu desapareceria numa remota floresta...

Sumir para bem distante... até esquecer completamente...
Contigo no meio da folhagem... o cansaço... a angústia e a aflição...
Aqui... onde os homens sentam e escutam... uns dos outros os gemidos...
Onde a agitação e a tristeza... sossegam um pouco...
Onde a juventude cresce firme... e os fantasmas morrem...
Onde pensar... é estar a salvo do sofrimento... e o plúmbeo olhar desaparece...
Onde a beleza... não pode ocultar o teu olhar brilhante...
Nem um novo amor... ansiar por algo além do amanhã...

Longe... muito longe... eu voarei contigo...
Nunca na carroça de Baco... puxada por seus leopardos... mas... nas asas invisíveis da Poesia...
Contudo... o pensamento se assusta e se atrasa... mas já estou contigo...
Suave é à noite... e por acaso a Rainha Lua encontra-se no seu trono... cercada por sua corte de estrelas...
Mas... aqui não há luz... exceto a que vem do céu com o sopro da brisa...
Através da umbrosa verdura... e de caminhos serpenteantes e revoltosos....

Não posso ver as flores aos meus pés... nem sentir o oloroso incenso que paira sobre a ramagem...
Mas... inebriado na penumbra... acho tudo doce...
Graças à oportuna primavera... contemplo a relva... o bosque e as arvores frutíferas...
Claros espinhos... e madressilvas silvestres...
Fugazes violetas deitam-se sobre as folhas... e destacam seu mais antigo broto...
Surge uma rosa amarela cheia de orvalho... a sussurrar sua habitual canção do entardecer...

Secretamente escuto... e por muito tempo fico quase fascinado pela leveza da morte...
Chamei-a por palavras ternas em várias rimas... para se mesclar ao ar da minha calma respiração...
Agora... mais do que nunca... parece doce morrer...
Para tudo acabar à meia noite... sem nenhuma dor...
Enquanto tua arte fluir... a tua alma te abandona... num êxtase absoluto...
E ainda assim tu cantarias... e eu escutaria em vão... a fim de que teu réquiem se tornasse um adeus...

Tu não nasceste para morrer... Pássaro Imortal...
Nem mesmo a fome dos homens ousou... te abater...
A voz que a noite passada eu escutei... também foi ouvida pelos palhaços e imperadores de outrora...
Talvez a tua própria canção... haja encontrado um caminho...
Através do triste coração de Ruth... quando doente em sua casa... ela chorou lágrimas nutritivas que te alimentaram...
As mesmas que tiveste... muitas vezes... nos mágicos beirais...
Nas espumas das vagas de perigosos mares... ou na terra encantada do desespero...

Desespero!!!...
Essa palavra é como um sino... cujo dobre traz-me de volta ao passado...
Adeus!!!... A ilusão não pode enganar para sempre...
Adeus!... Adeus!... Teu lamentoso canto silencia...
Ainda há pouco se ouvia perto das campinas... sobre o regato... nas encostas da montanha...
Mas... agora está sepultado profundamente... numa clareira de um vale próximo...
Teria sido uma alucinação... ou um sonho velado?...
Acabou aquela música!...
Estou desperto... ou durmo?...

                                                * * * * * * * * *

Poema do Poeta Jonh Keats - nascido em 1795/Londres e falecido em 1821/Roma... aos 25 anos de idade... Este poema está no encerramento do filme... "Brilho de uma Paixão"... (Brigth Star ) - que apresenta de forma brilhante a história do grande amor entre o poeta inglês - John Keats e Fanny Brawne - uma jovem estilista de idéias e postura feminina bem à frente para a sua época...
Os dois se envolvem em uma grande paixão marcada pelas ausências e pela tragédia... pontuada pela intensidade dos sentimentos entre os dois... Os principais pontos do filme são o amor etéreo... e a poesia romântica...
                                       * * * * * * * * *

Fotomontagem - Tina2010 - Imagens by Google...

http://recantodasletras.uol.com.br/poesiasdeamor/2577201

domingo, 17 de outubro de 2010

Se eu pudesse voar!!!

Se eu pudesse voar!!!

Queria ser o pássaro cinza... o guardião dos desejos...
Para sobrevoar a praia dos sonhos... sob a luz do pôr-do-sol...
Levar meu barulho inquieto... para tocar o teu silêncio...
Ter para mim o teu tudo... no meu tempo desejado...
Pousar em jardins perfumados... repletos de flores noturnas...
Refletir em vários sorrisos... de bocas coloridas...
Eternizar o meu vôo... no tempo do eu e do tu...
Invadir teu coração... e fazer dele meu ninho...

Fotomontagem - Tina2010 - O vôo dos sonhos...
 

Pedaçinhos... nossos...

Pedaçinhos... nossos...

Olhar o sol...e ver a lua...
Sorrir do nada...só por prazer...
Sonhar dentro de sonhos...com laços de abraços...
Se molhar...nas chuvas de fim de tarde...
Sentir o perfume...das florestas dos desejos...
Adormecer sorrindo...na rede da varanda...
Ouvir a voz de anjos...na melodia do vento...
Ganhar beijos estalados...da brisa do mar...
Ouvir os risos sorrisos...naquela gargalhada...
Ser só aconchego...nos doces momentos do tempo...
Mergulhar em ondas rebeldes...no mar da felicidade...
Ouvir a música contagiante...do coração agitado...
Ser a multiplicação do Eu...tatuado três vezes...
Ser lágrima sincera...em rosto nostálgico...
Ser feliz...por ser esse o desejo no agora...
Ser pedaçinhos refletidos...dentro de ti...
E ter sempre...pedaçinhos teus...dentro de mim...

Fotomontagem - Tina2010 - Apenas uma lágrima...

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

E se... {Homenagem a P.Graves}

E se...
Frase extraída do conto..."Sozinho"... do escritor - P.Graves...postado em seu Blog...
- "O Último Dia Na Terra"...


Fotomontagem - Tina2010

Pequenas paradas...

Pequenas paradas...

Fotomontagem  - Tina2010 - Imagem by Google...

Alquimia nas Palavras...^^

Alquimia nas Palavras...^^

“... na minha eterna trilha de encontro a mim mesmo... encontro pessoas... que já se acharam... e acabam por me ajudar a encontrar alguém que já vai comigo todos os dias em busca de mim mesmo...”^^
“... é sendo diferente que me sinto normal... enfim todos somos... a mesma parte de coisas diferentes...”^^
“... procuro fazer isso... porque acho tolice achar... que a vida tem apenas dois lados...”^^
“... a única coisa que nos impede... de sermos grandes e memoráveis por toda eternidade... é o simples medo de achar... que somos apenas mais um em meio à multidão...”^^
“... ser poeta... é ter o dom de mexer com o mais intimo do ser humano... goste ele ou não... poetas têm a nobre missão... de nos lembrar que ainda somos humanos...”^^
“... nunca seja igual... se reinvente todos os dias...”^^
“... a coisa só fica realmente interessante... quando cada um procura um significado...”^^
“... as pessoas costumam achar que alquimistas... são seres que transformam chumbo em ouro... na verdade o chumbo para os alquimistas é algo bruto... coisa que se ignora... que não tem beleza... e o ouro é a forma mais evoluída da face da terra..."^^
"... transformar algo que é tão fútil aos olhos de muitos em algo extremamente fantástico... é alquimia pura...”^^
“... e transformar simples letras em frases... idéias e emoções... é o que?... rsrs”^^
“... te daria o titulo de alquimista... se eu já tivesse recebido o meu... rsrs”^^
^^... 12 
Fotomontagem - Tina2010 - Alquimia Pura...  

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

... e dentro do sonho!!!


... e dentro do sonho!!!

Oceanos de ternura... magia nas palavras... sedução na voz...
Abrindo a janela do tempo... e tocando as músicas do coração...
Com uma rebeldia... as vezes tempestades... e outras silenciosas...
Compasso de espera... na varanda do mistério a ser desvendado...
A noite... canta o vento... brilham as estrelas... reflete o luar...
E no amanhecer... surge livre... o sol no horizonte mar...
Vibra em ti... o sentimento sagrado da tua liberdade...
Recriando a vida... nos sonhos de ser quem tu és...
E o encontro... dentro do teu sonho... se faz... assim...
Com um novo olhar... um novo tempo... e de um jeitinho só teu...
Queimando... como o fogo da vida... iluminando a escuridão...
Morrendo... para renascer na essência da entrega final...
Só assim...

Fotomontagem - Tina2010 - Imagem by Google
 

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Se eu pudesse hoje...

Fotomontagem - Tina2010 - Imagem by Google...

Sorrisos do Sol...

Sorrisos do Sol...

Eternidades do instante vivido...
Gritos calados de sedução...
Trilhas de segredos mistérios...
Reflexos de brilhos no diferente olhar...
Cantados nos quintais madrugadores...
No tempo de pedaços do tempo...
Espera de barco aportando no horizonte mar...
Boca alargada pelo sorriso da chegada...
Olhos com olhar do imprevisível...
Atravessando as águas dos segredos...
E o destino... no tempo ilimitado...
Paraísos do aqui... agora...
Embriagues de prazeres em horas incertas...
Gaivotas em vôos de espera...
Ausências que pressentem... e se sentem...
Vendaval de emoções repetidas...
Sorriso dentro dos sorrisos do sol maior...
No olhar do meu luar no teu céu...
Nos versos que te desenhei no mar...
Depois do nosso eclipse madrugada...
Silenciando... no coração do eterno passageiro...

Fotos da Tina/2009/10 - Sol e Vida...
 

Lua... Luas... e Luares...

Lua... Luas... e Luares...

Reinando nas trilhas vermelhas da noite azul...
Feito sombras em busca de um sonho iluminado...
Para viver o delírio do prazer extasiado...
Desejos clandestinos em fios de luz...
Risos sorrisos em bocas febris...
Vivendo os mistérios que o sol não declara...
Ouvindo os gritos de nuvens acorrentadas...
Lendo palavras soltas de um poema solitário...
Com olhos de pássaros sonolentos...
Voando para uma eternidade intemporal...
Prolongando o silêncio da liberdade...
De minha alma com a tua...

Fotos da Tina/2010 - Luas no tempo...
 

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Na luz dos olhos...

Na luz dos olhos...

a vida se faz mais forte... a infinitude do tempo... aproxima almas que se querem... e se reconhecem sempre... eternizando o amor...

Imagem by Google

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Viagem interior...

Viagem interior...

Lançando palavras... nos palcos abismos do cotidiano…
Estrelas... com cores de brilhos neon...
Despertando sorrisos... em lábios trêmulos...
Murmúrios de palavras mudas... em bocas sedentas de voz...
Pensamentos morando... em mirantes sagrados da vida...
Vivendo a escuridão infernal... no Eu indefinido...
Caminhos sem atalhos... na longa travessia...
Como línguas de fogo em ventos finais... devorando o escuro...
Desejando os sentimentos... da gaivota liberdade...
Horas de silêncio ruidoso... no desafio de um poema sem rima...
Escrito nos delírios... de corações sempre apaixonados...
Performance mortal... de um ato repetido na dor...
Encenação até a exaustão... nos palcos da frágil existência...
Ecoando... nas noites dos sonhos da liberdade eterna...
Vivendo... de encontros e desencontros...
Aspirando... ser história do tempo...
Acordando... no sopro da brisa de manhãs sonolentas...
Trazendo nos lábios gravado... um sorriso do palhaço triste...
Mergulhando... em oceanos sem horizontes...
Bebendo da luz do sol... o nectar da vida...
E as palavras navegantes da alma... explodindo em poesias...
Dentro de um peito... que no agora... só sonha em viver...

Fotomontagem - Tina2010 - Imagem by Google
 

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Ternura no chorar...

Ternura no chorar...

Vida que não é só tristezas...
E não existe magoa permanente...
Cantamos a alegria de viver...
Como seres voadores das ilusões...
Sonhando sonhos do amor desejado...
Como pássaros voando nas asas do vento...
Espalhando sementes de coragem... repletas de paz...
Em busca de tudo de bom... que a vida pode dar...
A ternura de um pôr-de-sol naquela praia dos sonhos...
A alegria dos pássaros que chegam no amanhecer dourado...
A música do coração na essência do gostar...

Fotomontagem - Tina2010 - Imagem by Google