sábado, 22 de dezembro de 2012

Anjo Negro... Fazedor de Alquimias!!!

Anjo Negro... Fazedor de Alquimias!!!
 
Anjo Negro... Fazedor de Alquimias...
Que se apoderando das palavras poetizadas...
Brinca com o fogo das emoções... sem medo de se queimar...
Transforma as labaredas amarelo-alaranjado... em um vermelho-escarlate...
Entra no jogo da sedução... sussurrando os segredos das palavras livres...
Transformando em um caldeirão de fervor... o enigma entre a razão e a emoção...
 
Anjo Negro... Fazedor de Alquimias...
Que com um poder angelical sobre os sentimentos...
Brinca com as palavras... com poções nobres em [mistérios] rabiscados...
Transforma suas trilhas secretas... em caminhos com flores de luzes néon...
Pinta o mundo imaginário... usando cores diversas na ponta do seu pincel...
Transformando o sombrio mundo da solidão... em telas com enredos multiplicados...
 
Anjo Negro... Fazedor de Alquimias...
 Que ouvindo os sons que moram no silêncio das madrugadas...
Brinca com as brisas atrevidas... que se deixam seduzir pelo vento tempestade...
Transforma momentos solitários... em sobrevôos alucinados sobre o mar...
Sonha nos sonhos de seres [iguais]... e brinca de ser vários em um corpo só...
Cantando e encantando... enquanto tatua o [amor] nas entranhas das sedutoras palavras...
 
Anjo Negro... Fazedor de Alquimias...
Corvo... das noites enluaradas e melancólicas...
Que com seu negro manto... seduz e [finge] ser seduzido...
Que caça usando garras só suas... afiadas em lâminas de doces palavras...
Que mantém sua(s) presa(s)... aprisionadas em gaiola(s) douradas...
Enquanto as alimentam... de acordo com suas vontades e desejos...
 
Anjo Negro... Fazedor de Alquimias...
Pássaro de asas feridas... que vaga nos campos floridos e perfumados... com as rosas negras da noite...
Ah!!!... Quem me dera... ter verdadeiros poderes de uma [bruxinha]emancipada...
Quem me dera... também ser uma alquimista da vida...
Transformaria tuas negras penas... de corvo atrevido e sedutor...
Em penas branco-azulado... de um cisne loucamente apaixonado...
****
 
[... e vou seguindo as trilhas que deixas no negro céu onde voas...
pois para onde quer que te movas...
sigo teus vôos imaginários e te encontro...
por que o teu cheiro exala um suave aroma de [...?]...
Tina
 
Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google...

http://www.recantodasletras.com.br/poesias/4047367

domingo, 16 de dezembro de 2012

Minha Adotiva Loucura!!!


Minha Adotiva Loucura!!! 

[... e meu tempo se desenha...
no rascunho das tuas palavras espalhadas ao vento!!!]
Tina
 

Nesse meu tempo de hoje...
vou está mergulhada em um mar de melancolia...
E nesse meu hoje de tempo indefinido... só desejo ficar só...
Não tenho vontades de falar nem de bem...
nem de mal... nem de nada...
Não quero falar com ninguém... nem de ninguém...
Não vou nem escrever muito...
nem quero ler as tuas palavras [roubadas]...
Ficarei nessa obscura melancolia...
com as palavras embaralhando a minha inquieta mente...
Não quero nem ouvir... as minhas músicas do coração...
Não vou nem dançar... nem cantarolar as melodias de sempre...
Não vou sair por aí distraída...
nem vou caminhar nas trilhas dos caminhos que gosto...
Não vou nem tirar a roupa de dormir...
nem vou colocar os meus enfeites prediletos...
Não vou pentear os meus cabelos...
nem colocar flores e laços de fitas...
Não vou me olhar no espelho...
para não ficar ainda mais melancólica...
Não vou me pintar... nem colocar o perfume que mais gosto... [?]
Não vou nem gritar minhas dores da alma...
nem quero escutar as dos outros...
Decidi!!!...
Vou continuar aqui... trancada na penumbra do meu quarto...
E ainda nesse meu dia de hoje... não vou abrir as cortinas...
Vou mergulhada na escuridão... ser só [aquela] sombra perdida...
Não quero ver a luz do sol... nem o barulho do canto do mar...
E nesse tempo descolorido da dor...
só conversarei com o meu [amigo imaginário]...
Vou me aquietar no meu canto preferido...
e não vou nem querer comer... nem beber...
Vou chorar até secar as lágrimas...
ou vou sorrir até enlouquecer...
Vou deixar de ser feliz por instantes infinitos...
e vou parar de respirar...
Vou esquecer que existo no tempo do agora...
e vou morrer nesse tempo sem um tempo definido...
Ah!... Vou sofrer o máximo que puder... nesse meu dia de hoje...
Que é para ver se esqueço os corações de maldades...
que florescem nos campos de espinhos da vida...
Quem sabe nessa quietude de tumulto internos...
recupere meus poderes de Bruxinha Má...
E quando no tempo certo [voltar à realidade]...
tenha a chance de descobrir...
O que realmente habita... dentro do coração machucado...
da Minha Adotiva Loucura!!!


Fotomontagem - Tina2012... Solidão!

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Ah!... E se eu não fosse a Bruxinha que sou?...

Ah!... E se eu não fosse a Bruxinha que sou?...

Às vezes me pego [pensando] como seria...
se eu não fosse quem sou?...
E se eu só fosse uma flor...
seria uma flor bonita com um aroma embriagador?...
brotaria como uma flor lilás em um lindo jardim?...
seria uma flor de um vaso muito especial?...
ou só uma simples flor à beira de um abismo?...
E se eu só fosse uma gota de orvalho...
seria transparente ou seria multicor?...
E se eu fosse um momento de felicidade...
seria de lágrimas ou de sorrisos?...
E se eu fosse à noite...
seria uma noite negra como o breu...
ou seria uma linda noite prateada com o luar?...
E se eu fosse o dia...
seria aquele dia de sol sorridente...
ou seria só um triste dia de chuva?...
E se eu fosse o outro lado do espelho...
eu refletiria muita felicidade... ou causaria espantos?...
E se eu fosse um sonho...
seria um daqueles completos...
ou seria um sonho de pequenos pedaços?...
E se eu fosse só um sorriso...
aí sim... não sairia nunca dos teus lábios...
E se eu fosse uma lágrima perdida...
por certo me encontraria em teus olhos cor de mar...
Ah!... E se eu fosse um beijo...
te prometo que não sairia nunca da tua boca...
E se eu fosse aquela [ansiosa] caixinha de palavras...
com certeza ia me esconder em teus pensamentos...
E se eu fosse um simples abraço...
seria aquele de laço e nunca te soltaria...
E se eu fosse a tua saudade...
te garanto que seria sempre aquela antecipada...
para causar muita felicidade...
E se eu fosse o amor?...
Ah!... Quem me dera!...
Se eu fosse realmente o Amor...
ia me apossar para sempre do teu gostar...
e fazer você por mim se apaixonar!...


Fotomontagem – Tina2012... Imagem by Google...

http://www.recantodasletras.com.br/poesias/4030375

E para não deixar a tristeza acordar...


E para não deixar a tristeza acordar...
Um dia desses qualquer...
Vou!!!
... ser vento de vendaval silencioso na calada da noite
... caminhar descalça pelas trilhas de pedras do rio da saudade
... respirar devagarzinho como quem dorme nos braços da paz
... buscar o infinito do encontro marcado na praia ao pôr do sol
... pintar o branco da tela com alucinadas cores ofuscando o negro da melancolia
... ler com olhos de prazer as palavras perdidas que não se deixaram escrever
... tomar em uma taça de cristal aquela bebida amarga com uma dose de ternura
... percorrer em silêncio a longa estrada até encontrar o fim do começo
... desenhar palavras invisíveis ao escrever aquele tão desejado poema
... beijar com lábios de sorrir a boca feliz dos desejos
... ver o negro da noite com o olhar de cores de colorir e sorrir inebriada de prazer
... adormecer nos braços da fria madrugada sonhando com o amanhecer
... aprisionar no coração [mistério] um carinho só para ti
... convocar a fada [bruxinha] dona das fantasias para te enfeitiçar
... traçar setas imaginárias para orientar o caminho do gostar
... fazer chover uma chuva de lágrimas cristalinas para refrescar a vida
... vestir a noite azul lunar para iluminar o jardim da vermelha flor
... me camuflar de letras [curiosas] e passear no teu jardim de palavras
... iluminar minha varanda com todas as estrelas do natal para te guiar
... ventar brisas do mar e me embalar nas ondas faceiras
... fotografar tua alma e guardá-la para sempre em minha caixinha
... desvendar as trilhas secretas do labirinto onde te escondes
... e... vou... sim... fazer tudo... tudo
Tudo?... rs
Sei lá!... Só não vou deixar a tristeza acordar!!!

Fotomontagem – Tina2012... Imagem by Google...

Naquele olhar diferente...

Naquele olhar diferente...
 
... guardo todos os meus sonhos...
 dentro de uma caixinha dourada...
assim... quando vem o desejo... abro a tampa bem devagarinho...
e com um olhar diferente... vou deixando sair um por um...
com tons amarelo-alaranjado... até um lilás bem quente...
aí vou pintando todo o meu céu... e me lambuzando de azul...
 
Foto e edição - Tina2012...
 

sábado, 17 de novembro de 2012

Na noite quando penso em ti!!!

 
Na noite quando penso em ti...
Procuro a sombra de um sorriso no infinito céu...
Fixo o olhar naquela estrela que brilha muito mais forte...
Embriago-me com o luar que vem da lua distraída...
Com a sensação que um negro manto de cor azulada...
vem me cobrir com um saudoso abraço...
Na noite quando penso em ti...
Escuto o murmúrio do silêncio no ar...
Envolvo-me na doçura dos pensamentos...
Viajo em um mundo imaginário...
Com a constante ansiedade da busca...
E vou perdendo todos os medos de voar...
Na noite quando penso em ti...
O tempo do mundo se torna terno e doce...
Penetras de forma suave em meus sonhos...
Embriagas meus sentidos com teu cheiro...
Aceleras o meu coração ao som melódico do vento do prazer...
Deixando o meu corpo cheio de arrepios...
Na noite quando penso em ti...
As minhas lágrimas de saudade brotam do oculto mundo...
Entrego a mim mesma a inquietude das minhas verdades...
Deito na minha cama de mistérios...
Abraço a melancolia dos meus momentos de ser só...
Enquanto converso [bobagens] com os meus fantasmas...
Na noite quando penso em ti...
Lembro do teu seu jeito cheio de segredos...
Enxugo com um lenço de brisas o meu rosto banhado de lágrimas...
Escuto com paciência os soluços que rasgam o silêncio...
Acaricio minha alma no tempo certo das emoções...
Enquanto a tua ausente presença me faz dormir nos braços das vontades...
É sempre assim...
Na noite quando penso em ti...
À noite me acolhe no silêncio ansioso das lembranças...
Toma-me no colo com carinhos feitos de palavras...
Fazendo-me ter desejos de no dia seguinte... continuar a viver...
E nunca deixar morrer a Bruxinha que há em mim...
***
[... e nunca te sintas só... se um dia eu não estiver mais aqui...
leve-me na lembrança do som da minha voz...
nas trilhas das minhas atrapalhadas palavras...
tendo sempre a certeza... que mesmo que eu quisesse...
jamais te esqueceria...] Tina
 
Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google

http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdeamor/3991196

domingo, 11 de novembro de 2012

Acordar nos braços do sol!!!

Acordar nos braços do sol!!!
 
Na noite o coração sonhador murmura palavras mágicas...
olhando para o reflexo solitário que ilumina o velho espelho...
Enquanto o silêncio presente na ausência que se faz sentir...
vai desconstruíndo a solidão que habita o cantinho da saudade...
E na mistura das loucuras que reinam no mundo dos mistérios...
a lua sonha acordar um dia nos braços dourados do sol...
 
Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google...

http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3980175

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

E naquele pedaço de céu...

E naquele pedaço de céu...
 
[... quando a lua novamente surgir...
vou sonhar desejando ter asas...
para voar livre ao som do canto do mar...
como uma manhã que espera a noite toda...
pela explosão do sol em luzes douradas...
e viajar em um barco imaginário...
com velas sopradas por ventos atrevidos...
rompendo as brumas dos esquecidos nevoeiros...
nas noites em que me sinto só...]
Tina
 

sábado, 20 de outubro de 2012

Sob sombraS...

[... e da janela da vida irei tudo assistir...
secando as lágrimas com o vento...
ouvindo o silêncio calar os ruídos da noite...
e a
madrugada se apossar do tempo...] Tina

Sob sombras...
vou juntar fragmentos de sonhos...
sair do mundo da escuridão que me acompanha...
iluminando-o com a singularidade de cada olhar...
descobrindo as cores que habitam em minha alma...
pintando de luz as mais obscuras telas...
desapegando-me dos meus medos...
vivendo o instante do agora como fosse ser sempre assim...
um momento de loucura boa de um coração em espera...

Sob sombras...
vou dando vida aos meus pensamentos...
rabiscando no pergaminho da alma as palavras imaginadas...
com vontades desejos de serem lidas... relidas e até eternizadas...
deixando-me levar como um barco perdido...
procurando uma margem onde aportar com os mistérios...
enquanto navego nos ventos das emoções...
seduzida com instante da entrega do sol no horizonte do mar...

Sob sombras...
sinto que nada é igual quando se usa as palavras como asas...
voando sobre os campos floridos de girrasóis noturnos...
que enamorados com o brilho que reluz da lua...
fingem se encantar com os primeiros raios do sol...
rompendo as nuvens para anunciar que a noite já foi...
e que é chegada à hora do sobrevôo...
para jogar as palavras de saudades guardadas no coração...
que cairão como gotas perfumadas sobre o jardim da vida...
Fotomontagem - Tina2012... SaudadeS!!!
 

sábado, 13 de outubro de 2012

Palavras... Nas ausências...

Palavras... Nas ausências...
 
Palavras...
quando desenhadas com o lápis da alma...
ao serem lidas desgrudam do papel da razão...
saindo por aí provocando explosões de sentimentos...
causando infinitudes de emoções no imaginário...
enquanto o tempo real segue a galopes...
em busca do tempo sonhado nas ausências da vida...
Palavras...
quando pintadas com o brilho de estrelas pensativas...
iluminadas com cores de arco-íris no horizonte do mar...
seguem ao som de ventos rebeldes...
com risos silenciosos banhados de lágrimas...
em busca do tempo sonhado nas ausências da vida...
***
[... e o tempo que voa na velocidade dos sentimentos...
se veste com a negritude da noite...
que solitária mergulha no silêncio da madrugada...
e se faz presente nas ausências das palavras...]
Tina
 
Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google...

http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3930321

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

domingo, 30 de setembro de 2012

Abismo na noite!!!

Abismo na noite!!!

Enquanto te escondes de mim...
Sigo vagando pelas trilhas escuras da noite...
Vivendo no meu mundo imaginário...
Mundo de sonhos em formas de desejos...
Onde pequenas gotas cristalinas caem em uma dança lenta...
Perdendo-se dentro do riacho das águas vermelhas...
Causando uma sensação de prazer no labirinto da dor...
Enquanto te escondes de mim...
Deixas o meu coração acelerado ao som da tua voz...
Que falando baixinho pede para olhar e sentir as cores...
Para na história da vida se perpetuar naquela aquarela...
Entre os rabiscos de lágrimas que se deixam desenhar...
Eternizando-se como palavras [roubadas] da vida...
Onde os contrários se completam nos segundos do tempo...
De uma história futura que nunca terá fim...
E que no presente do hoje... o amanhã será sempre o passado...
Enquanto te escondes de mim...
Sigo procurando tua luz para iluminar a minha escuridão...
E na procura te sinto querendo se perder de mim...
Que a tua voz se distancia entre as densas neblinas...
Que a tua luz não está sendo capaz de me iluminar...
Que a vida está sendo cruel ao me deixar aqui sozinha...
E que perdida em meio a escuridão deste frio jardim...
Só me resta voltar para o meu obscuro mundo...
Levando no coração as saudades tuas...
E a vermelha flor que sempre brotará na noite da lua negra...
Então... já que te escondes de mim...
Que no agora não desejas iluminar os meus passos...
Seguirei pelas trilhas escuras do medo...
Onde cairei novamente no abismo da noite...
Para um dia surgir ao amanhecer... como um [poema] sonolento...
deitado nos raios dourados do sol...

*[...esse poema,essa fotografia,um e outro,ou os dois,
parecem querer esconder,o que poderia ser mágico...] IT^^


Foto e Edição - Tina2012... Magia da Lua...

domingo, 23 de setembro de 2012

Eu...não posso te esquecer! E tu...me esquecerias?


Eu... não posso te esquecer!!!

Se... o sol ao acordar todo dia... com a sua cor de fogo... invade pela janela entreaberta... o quarto frio e vazio... ultrapassando o fino tecido... da cortina de trapos... enquanto ocupa com seu brilho... toda a meia escuridão...

Se... a pequena estrela de vidro... que um dia voando sem asas... foi ao encontro marcado... acompanhada de simples pedrarias... agora balança... ao prazer das ventanias do tempo... e está sempre a brilhar... no alto da janela daquele castelo...

Se... o canto do pássaro dourado... que sangra com o espinho da vida... esquece por instantes... os lamentos do pássaro negro da morte... e ao acordar mistura seus sons... aos murmúrios do mundo... para... se fazer ouvir sereno e calmo...

Se... a lua na sua fase boêmia... rompendo o negro da noite... quando nua toda nua... segue enamorando corações... pintando com seus luares... telas enigmas de amor...

Se... a música sonora e ritmada do mar... que medita sobre ondas... lá ao longe... onde encontra o infinito céu... geme como se os prazeres do mundo fossem todos seus...

Se... a brisa suave... de um vento atrevido e inquieto... vem disfarçada de timidez... para beijar com lábios de puro desejo... a boca que se fez desejar...

Se... a chuva... que molha com pingos gelados... gruda a roupa no corpo... e faz subir o calor ardente das vontades...

Se... a música soprada... em um cantinho do coração solitário... traz na sua melodia... a saudade da presença desejada...

Se... o pequeno [graveto]... nascido de forma silenciosa... na arvore perfumada... que surgiu em uma floresta inventada... traduz no seu intimo... o encanto e coragem de ser... enquanto queima... na fogueira de labaredas vermelhas...

Se... as palavras [roubadas] nas trilhas... dos versos mistérios... seguem alimentando... o sonho de uma alma [atrapalhada] e medrosa... que sonha... em ser o [rabisco] de um poema de amor... escrito com letras na cor do sangue... em um pano de papel...

E tu... me esquecerias??? 

Foto e edição – Tina2012... Contemplar o sol...
 

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Mergulho no vazio!!!

 
No jardim obscuro da morte...
rabisco palavras de vida... no tempo da noite...
Como uma sombra distraída...
tento clarear com um sorriso... a sua negra imensidão...
Fazendo de cada palavra... um murmúrio silencioso...
para romper o canto da dor...
Sussurro dentro do peito... uma reza oculta para mim...
apenas para mim...
Escrevo na fria pedra... um pedido do coração...
para a minha alma acalmar...
Colho entre as flores... uma flor da cor do sangue...
aquele que me tortura com seu vermelho escarlate...
nos pingos deixados cair na lentidão das horas...
A sua essência se entranha em mim...
seu aroma perfumado e inebriante...
vai me deixando completamente embriagada...
Mergulho em um mar de emoções...
flutuo ao sabor dos ventos mistérios...
Vou me entregando nos braços da [alma negra]...
que me leva em um vôo sem volta...
pela janela entreaberta no alto da torre...
envolvida numa densa cortina de neblina lunar...

[ ... e um dia vou ter de te contar. ]  IT^^

Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google...

http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3866373 

Estrelinha***


Estrelinha***
 
Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google...

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Sob o mesmo céu... sempre a mesma Lua!!!

Sob o mesmo céu... sempre a mesma Lua!!!

Olhando lá no alto... aquela grande lua brilhante...
que de tão cheia... está dourada...
sinto dentro de mim... que hoje a rainha da noite...
é quem vai... reinar absoluta no negro céu...
Uma brisa de vento teimoso... toca suavemente o meu rosto...
e como em um passe de mágica... começo a pensar em você...
É como se o seu toque... desperta-se para um mundo de prazer...
pois a lua lá no seu mundo de mistérios... está a sorrir feliz...
Sua luz brilha... como uma grande estrela... em dia de sol...
e é nesse brilho... que lhe vejo com os olhos do coração...
Reflexiva fecho os olhos... sinto a sua presença ao meu lado...
enquanto um frio de arrepio...
faz-me sentir que posso ter você aqui...
nesta hora em que faço da minha alma... um elo entre nós...
Mas sei que quando a noite solitária... começar a partir...
a fria madrugada vai chegar... trazendo a nostalgia da saudade...
e com a distância do tempo... vai me deixando melancólica...
Nesse tempo do agora sonho em ter asas... para ir até você...
enquanto... dentro do meu mundo imaginário...
vou fotografando em [flashes] multicores... a linda lua dourada...
Lua de luares... que segue colorindo sonhos...
Que às vezes teima em brincar...
de esconde-esconde entre as nuvens...
Aparecendo e desaparecendo...
deixando um gosto de [quero mais]...
Partindo e chegando...
sempre no tempo marcado das noites sombrias...
Nas noites... das lembranças saudosas e dos amores infinitos...
Nas noites... onde a certeza se perpetua em um só pensamento...
[Sempre estaremos...
sob o mesmo céu... e será sempre a mesma lua...] ^^


Fotos e Edição – Tina/31.08.2012...

http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3863161

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

No Rio das Sombras!!!

No Rio das Sombras!!!

No mergulho...
que faço nas águas negras do Rio das Sombras...
converso com o tempo em sussurros...
através das grades que me prendem ao medo...
ouvindo no silêncio que grita em mim...
os sons murmúrios das respostas silenciosas...
Às vezes nas profundezas desse ser invisível...
que habita dentro do meu Eu...
as palavras passeiam atrapalhadas...
se apossando do corpo que espera inerte...
invadindo meus pensamentos aos turbilhões...
e depois se esvaindo no nada...
E... quando em algum momento de lucidez...
tenho a ligeira sensação...
de que as palavras eram profundas... coloridas e amorosas...
não consigo lembrar no todo... o tudo que foi...
No mergulho...
que faço nas águas negras da angústia...
perco-me no sopro de um vento assustador...
deixando que o vazio de um vôo me arraste por ai...
desejando lembrar o instante onde me perdi... e voltar...
Mas... não consigo alcançar o sentido das coisas...
no tempo que se faz no agora...
pois só consigo desejar muito...
que as tuas palavras se apoderem de mim...
e preencham o vazio da negra sombra...
que habita sem luz no meio da noite breu...
E a saudade incontida que se junta a tristeza da ausência...
deixa-me com mais medo...
Medo dos gritos ecoando nos labirintos...
que existem nas florestas sem ti...
Medo das palavras [gravetos]...
que se penduram nos galhos das arvores sombrias...
Medo da sensação de loucura...
que consome devagar o meu tempo... e me faz morrer...
Medo de esquecer o caminho das tuas palavras...
e com a distância nunca mais encontrá-lo...
E aí... vou mergulhando cada vez mais...
nas águas negras do Rio das Sombras...
aflita e ansiosa... lutando contra as palavras rudes...
ouvindo nos ecos a voz soturna dos [fantasmas]...
que gritam pelas frestas da minha solidão...
Foto e edição - Tina2012... Não é apenas um rio...
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3831373

No vermelho de uma lágrima... As Palavras!!!

No vermelho de uma lágrima...

As Palavras!!!

Ditas...
        jorram em turbilhões como uma fonte de águas ansiosas!
Escritas...
            confundem as cores diversas no branco azul do papel!
Cantadas...
               ecoam como sinos que tocam em torres abandonadas!
Sofridas...
             mergulham no abismo escuro de uma infinita noite!
Silenciosas...
                 traduzem dentro do peito a dor de uma saudade!
Sonhadas...
              criam asas nos sonhos renovando a alma solitária!

[As palavras possuem certa magia...
tanto para quem escreve ou fala...
como para quem lê ou escuta...
e dependendo dos sentimentos...
que preenche cada um desses momentos...
elas são verdadeiras alquimias dentro de cada um...]
Tina
Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google...

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Espelho Imaginário!!!

Espelho Imaginário!!!

Agora...
Frente ao espelho imaginário que criei...
Vejo um rosto com olhos de um triste sem fim...
com uma boca de lábios que se mordem...
e se perdem em um pálido sorriso...
Na moldura do rosto sério...
cabelos longos e em desalinho...
estão jogados como tantas outras coisas...
na despreocupada desarrumação da ausência...
Sinto que estou cansada e melancólica...
com os fatos das últimas paginas do livro que li...
com as cores sombrias que escureceram meu dia...
com o [sinistro] barulho repetido dentro do peito...
com as falsas promessas contidas naquela canção...
onde ao som de um instrumento [sedutor]...
tento cantarolar o redesenho de palavras que já vivi...
Agora...
Frente ao espelho imaginário que criei...
Vejo simplesmente... EU...
sem o colorido vermelho da boca...
sem a sombra brilhante que ilumina os olhos...
sem o riso sorriso que se abre para a felicidade...
Vejo apenas só um... EU...
que pede calma desejando só um pouco de silêncio...
que já pensou em voar como se fosse à última chance...
que deseja um dia deitar sob o céu estrelado...
e nos braços do amor... dormir e sonhar...
Mas agora...
No tempo que passa e vai me levando com ele...
 [roubando] o que tanto desejei ser um dia...
vejo ali na imagem daquela sombra refletida...
uma figura triste da nostalgia...
que mergulhada em águas de mistérios...
mora do lado de dentro... daquele espelho...
que será para sempre... todo [meu]...


Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google...

terça-feira, 10 de julho de 2012

Transformação pela fé!...

Transformação pela fé!...

" Nós somos a transformação... que queremos no mundo..."
[Monja Coen]

Palavras da Missionária Budista - "Monja Coen Sensei"...
em entrevista a jornalista - Regina Echeverria...
para o editorial - Gente & Histórias...
e publicadas no texto: "Transformação pela fé!...

Fotomontagem - Tina2012... Sombra e Luz...

domingo, 8 de julho de 2012

Algo diferente!!!

Algo diferente!!!

É nesse lugar aqui... sim... que dou asas aos meus sonhos...
faço flutuar... minha imaginação...
e sinto minha alma... renovada...
Se me indagar...
Porquê?...
Não sei!...
Só sei que!...
O meu corpo se arrepia de desejos...
O sol me acorda com seus raios dourados...
A lua me faz sonhar com seus luares sagrados...
As estrelas brilham em meu céu à luz do dia...
A chuva brinca com o sol me dando um lindo arco-íris...
E o vento canta só para mim aquela música proibida...
Sei lá o que acontece... só sei que sinto algo de diferente...
Isso sei que... sim!!!

http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdeamor/3766956 
Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google...

sábado, 30 de junho de 2012

Palavra... tem corpo e alma!!!

Palavra... tem corpo e alma!!!

Gosto do mistério do silêncio... que habita nas palavras...
Só não sabia o quanto... isso era tão intenso em mim...
Pois mesmo sendo... [ ansiosa e medrosa ]... sempre mergulho muito no tempo do silêncio...
E nesse mundo... silencioso e cheio de enigmas...
Vivo... Sonho... Choro... Sorrio... e Amo...
 assim como sou...
e...
Apesar de às vezes... palavras me levarem para um mundo de pura fantasia...
Sinto os meus avessos... serem uma trilha de alegrias...
com sentimentos brotando do coração...
E em outras vezes... vivendo no reverso da medalha...
sigo me machucando... quando nos meus sonhos...
desejo apenas ser uma poetisa da lua...
apaixonada pelo sol do entardecer...
Ah!... Mas na realidade...
Sou... uma simples juntadora de palavras...
Uma sonhadora... que viaja nas palavras alheias... e se acha...
e...
Sinto... que o silêncio é o caminho para ouvir melhor o meu Eu...
Lugar onde posso ser sombra... sem ser um [atrapalho]...
Lugar onde sou eu mesma...
onde sou o meu som... as minhas palavras... o meu tempo...
e que não perturbarei com minhas [bobeiras] outros espaços...
e...
Que sempre... no meu silêncio dentro do teu...
Sentirei... teu cheiro no meu cheiro...
Ouvirei... tua voz nos pensamentos ao som do vento...
Lerei... tuas palavras gravadas nos meus rabiscos...
Sentirei... teu carinho nas frases de um velho poema...
e...
Como gosto do silêncio que me acolhe...
Aquele... que tem perfume de flor no orvalho da madrugada...
Aquele... que tem cor dourada no amanhecer de um novo dia...
Aquele... que tem melodia doce na canção triste da partida inesperada...
Aquele... que tem sons de um riso quando o choro se faz ouvir...
Aquele... que no estalar de um beijo se multiplica no ar...
e...
Como gosto também... do silêncio quieto e mudo...
Aquele... que fala com a tímida respiração...
Aquele... que tem ternura nos ruídos escondidos...
Aquele... que se faz solidário na dor que parece não ter fim...
Aquele... que se faz parceiro na alegria e na tristeza...
Aquele... que está sempre lá quando se mais precisa...
e...
Assim... sinto que sou feita...
de silêncios inquietos e de palavras mistérios...
trazendo dentro do coração... um desejo tatuado...
onde no silêncio... entre meu corpo e o teu...
numa linda noite de luar... se escreva um poema... assim...
* * * * *
[ Palavra... tem corpo e alma!!!
A palavra é vento... como um pássaro voando por cima do mar...
A palavra é colorida... como os horizontes do pôr do sol...
A palavra é livre... como um grito de liberdade...
A palavra é mistério... habitando as mentes sonhadoras...
A palavra é misticismo... nas alquimias da vida...
A palavra é ternura... nos corações apaixonados...
A palavra é silêncio... transformado em carícia...
A palavra é coração da alma... que explode dentro do corpo... ]
Tina
Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google...

http://www.recantodasletras.com.br/prosapoetica/3752606

terça-feira, 26 de junho de 2012

Sombra da solidão!!!


 
Como uma sombra refletida...
em um espelho repleto de palavras...
me sinto... numa eterna e solitária metamorfose...
É noite...
reina o silêncio dos humanos... no mundo que finge dormir...
sinto que vem lá de fora o cheiro da terra molhada...
que a chuva fina e ritmada acordou...
e pela janela aberta escuto o canto sonolento do mar...
que quebra suas ondas lá na praia...
Ainda sem sono vou antecipando dentro de mim...
o sossego atrapalhado dos meus sonhos...
enquanto atravesso o espelho imaginário...
e mergulho nas paginas rabiscadas com as tuas palavras,,,,
É noite...
percebo que o vento sopra no negro vazio...
enroscando-se no ar para se fazer brisa nostálgica...
enquanto a madrugada vai se prolongando...
para me proporcionar um prazer de miragens...
Vou criando dentro de mim uma magia feita de pura alquimia...
para habitar no intimo do meu ser...
e me lançar com minhas asas invisíveis...
em um longo vôo rumo ao infinito...
Mas... sinto que neste mundo de cor arco-íris...
que ilumina sempre a tua vida...
sou apenas... uma [sombra da solidão]...
refletida no espelho das palavras tuas...

Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google...

... e no tempo marcado!!!


E... no tempo marcado da espera...
Ficarei quieta a sombra do silêncio...
aguardando o eco do grito de liberdade...
Ouvirei sombrias melodias tocadas por um músico solitário...
em um violino com cordas imaginárias...
Mergulharei nas águas de rios feitos de palavras...
desenhadas como rabiscos em um velho papel...
Pintarei uma tela com tintas de lágrimas transparentes...
o contorno daquele rosto refletindo um sorriso feliz...
E escreverei um livro com letras de saudades...
a história mistério de um novo poema sem fim...

E... no tempo marcado da espera...
Continuarei quieta a sombra do silêncio...
feito uma estrela desejando ser a poesia da lua...
E nesse tempo enquanto o céu se ilumina...
guardarei meu brilho para as noites negras...
Brincarei sobre as nuvens tristonhas...
provocando chuvas finas com águas de cristais...
E no final da fria madrugada...
despertarei com os sonolentos raios de sol...
trazendo a claridade para o novo dia...
Assim... abandonada nos braços do silêncio...
ouvirei nos sonhos o som daquela voz...
Hei!... Acorda... voltei!!!
                     

Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google...

http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3745487

terça-feira, 22 de maio de 2012

Devaneios em Palavras!!!

Devaneios em Palavras!!!
[... e nas palavras cheias de sinais...
que não se deixam escrever...
o silêncio reflete a ternura do gostar...] Tina

As palavras rabiscadas em um papel amassado...
fogem com medo de se tornarem frases que ferem...
E nos pensamentos embaralhados...
perdem-se em um céu negro sem inspiração...
No cansaço do tempo para brincar...
com as palavras [roubadas] em trilhas secretas...
Os detalhes se juntam formando um inteiro...
na história que vai se perpetuando no papel...
Os sentimentos confusos habitam as mentes ansiosas...
que desejam alcançar o topo da escada do Castello...
e seguem se alimentando de versos perdidos...
de palavras sem nexo no suicídio diário de uma alegria...
comprada a prazo em uma lojinha de uma esquina qualquer...
As tristezas vão crescendo...
como ervas daninhas regadas pelas indiferenças...
em um mundo recheado de uma competição cruel...
enquanto gritos solitários são ouvidos no que resta do silêncio...
de um tempo que se perde na fria madrugada...
Na nevoa transparente e cinzenta...
perdida na poeira de um quarto escuro e sem janelas...
apenas resta um sorriso que não se lembra como era...
postado como esfinge em uma moldura quebrada...
que guarda na fotografia desgastada com o tempo...
a luz daqueles olhos que desejou se apagar para o sempre...
Pálidas palavras que seguem teimando em brilhar...
dentro da escuridão de um coração em lágrimas...
refletido em um espelho partido...
que não mostra por inteiro a luz da sua negra alma...
feita em pedaçinhos perante infinita morbidez...

********
[... e as palavras em devaneios... com o som de ventos do mar...
são rabiscadas dentro de uma noite de lua cheia...
apenas desejando um dia ser poema...] Tina

Fotomontagem - Tina2012... Imagem by Google
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3681244

quinta-feira, 17 de maio de 2012

... com o vermelho das flores do meu jardim!!!

... com o vermelho das flores do meu jardim!!!

Hoje...
pintei as flores do meu jardim...
muitas de vários aromas... tipos e tamanhos...
colorindo todas com o vermelho da cor...
pensando em ti e ouvindo o som do coração...
Hoje...
viajei no teu mundo de palavras...
sobrevoando como um pássaro em busca do ninho...
desejando ser recebida com um gesto de carinho...
enquanto decifrava o sentimento da dor...
Hoje...
como uma brisa fui passeando nas tuas trilhas...
traçando caminhos incertos como uma ventania solitária...
que busca ir sempre à frente às tempestades de verão...
na esperança de chegar primeiro no início do fim...
Hoje...
te fotografei na minha mente imaginária...
te desenhando de todas as formas e cores...
juntando numa única foto a imagem que nunca esquecerei...
Hoje...
te despi... te banhei e te perfumei com meu cheiro...
te amei e me fiz amar... [do meu jeito com teu jeito]...
depois te dei colo... e um pouco do meu dengo...
te coloquei para dormir... e velei o teu sono...
Hoje...
no meu hoje cheio de esperança... de cor arco-íris...
que pode ser... o ontem da saudade ou o esperado amanhã...
te pintarei... com o vermelho das flores do meu jardim...
prometendo que sempre te regarei...
com o carinho imenso que tenho por ti...

Fotomontagem - Tina2012... Flores do Olhar...